talvez não seja sempre assim; e digo, de e. e. cummings

tradução de stella paterniani

talvez não seja sempre assim; e digo
se teus lábios que tanto amei tocarem
os de outro, corações se entrelaçarem
como os nossos num tempo não antigo
se noutro rosto teu cabelo jaz
num silêncio outrora meu e tão sóbrio
ou no desamparado palavrório
em malabares no drink no cais;

se assim, repito, sabe, se assim for
minha amada, tem comigo uma prosa
pra que eu vá até ele tome partido
diga Felicidades, todo o amor
e vire o rosto e ouça uma felosa
cantar distante no reino perdido

*

it may not always be so; and i say
that if your lips,which i have loved,should touch
another’s,and your dear strong fingers clutch
his heart,as mine in time not far away;
if on another’s face your sweet hair lay
in such silence as i know,or such
great writhing words as,uttering overmuch,
stand helplessly before the spirit at bay;

if this should be,i say if this should be—
you of my heart,send me a little word;
that i may go unto him,and take his hands,
saying,Accept all happiness from me.
Then shall i turn my face,and hear one bird
sing terribly afar in the lost lands