A ira divina contra a família humana *, de Franz Kafka

Wüten Gottes gegen die Menschenfamilie *, de Franz Kafka

Und sie höreten die Stimme Gottes des Herrn, der im Garten
ging, da der Tag kühl geworden war.
Und Gott der Herr machte Adam und seinem Weibe Röcke
von Fellen und kleidete sie.
Wüten Gottes gegen die Menschenfamilie
die zwei Bäume
das unbegründete Verbot
die Bestrafung aller (Schlange Frau Mann)
die Bevorzugung Kains
den er durch die Ansprache noch reizt
die Menschen wollen sich durch meinen Geist nicht mehr
strafen lassen
Zur selbigen Zeit fing man an zu predigen von des Herrn
Namen
Und dieweil er ein göttlich Leben führte, nahm ihn Gott
hinweg und ward nicht mehr gesehn.

 

A ira divina contra a família humana – tradução por Tomaz Amorim

Eles ouviram o passo de Iahweh Deus que passeava no jardim
à brisa do dia.
Iahweh Deus fez para o homem e sua mulher túnicas de pele,
e os vestiu.
A ira de Deus contra a família humana
as duas árvores
a proibição infundada
a punição de todos (cobra mulher homem)
a preferência a Caim
que ele irritou através da conversa
os homens não querem mais ser punidos
pelo meu espírito
Começou-se então a pregar através do nome
do Senhor
E pelo tempo que ele andava com Deus, Deus o
levou e ele nunca mais foi visto.

 

* A tradução a seguir é feita a partir da entrada de 19 de Junho de 1916 do diário de Franz Kafka. O texto, que não contém título, é quase completamente a justaposição arbitrária pelo autor de versos retirados do Gênesis (na Bíblia de Lutero, no original alemão). Na tradução, optei por transcrever versos da Bíblia de Jerusalém, em português, com exceção dos versos finais, que traduzi literalmente para evidenciar as temáticas do julgamento e da punição.