Apenas andando por aí, de John Ashbery

ashbary

 

John Ashbery (1927 – 2017) foi um dos mais conhecidos poetas americanos do século XX. Considerado o principal representante da poesia da chamada “Escola de Nova Iorque”. Seus versos representam em inúmeras vezes o que Ezra Pound nominou de logopeia: jogava com as ideias, antes de qualquer coisa. Ahsbery foi um dos poetas que mais venderam poesia nos Estados Unidos, tendo ganho prêmios importantes como o Pulitzer.

Alguns de seus livros mais celebrados: Self-portrait in a Convex Mirror (1975, ganhador do Prêmio Pulitzer), A Wave (1984, ganhador dos Prêmios Lenore Marshall e Bollingen), Where Shall I Wander (2005) (finalista do Prêmio National Book), Notes from the Air: Selected Later Poems (2007, ganhador do Griffin Poetry Prize).

Faleceu em 3 de setembro de 2017, aos 90 anos de idade.

 

Em relação à tradução, me organizei tentando uma equivalência harmônica entre os quesitos métrica, ritmo e rima, procurando não comprometer o ideal do poeta: um diálogo sustenido e auspicioso, da ideia para a forma, da forma para a essência do eu-lírico.

Mariana Basílio*

 

Apenas andando por aí

Que nome eu tenho para você?
Certamente não há nome para você
No sentido em que estrelas têm nomes
De alguma forma adequados. Apenas andando por aí,

Um objeto de curiosidade para alguns,
Mas você anda muito preocupado
Pela mancha secreta por detrás de sua alma
Para dizer muito e vagar por aí,

Sorrindo para si e para os outros.
Chega a ser meio solitário.
Mas ao mesmo tempo desconcertante.
Contraproducente, como você percebe novamente

Que o caminho mais longo é o mais eficiente,
Aquele que circula entre ilhas, e
Parece sempre percorrer um círculo.
E agora que o fim está próximo

Os gomos da viagem se abrem como uma laranja.
Lá dentro há luz e mistério e comida.
Venha vê-la. Não por mim, mas por ela.
Mas se eu ainda estiver lá, garanto que veremos um ao outro.

**************************************************************

Just walking around

What name do I have for you?
Certainly there is not name for you
In the sense that the stars have names
That somehow fit them. Just walking around,

An object of curiosity to some,
But you are too preoccupied
By the secret smudge in the back of your soul
To say much and wander around,

Smiling to yourself and others.
It gets to be kind of lonely
But at the same time off-putting.
Counterproductive, as you realize once again

That the longest way is the most efficient way,
The one that looped among islands, and
You always seemed to be traveling in a circle.
And now that the end is near

The segments of the trip swing open like an orange.
There is light in there and mystery and food.
Come see it. Come not for me but it.
But if I am still there, grant that we may see each other.

Em: Selected Poems (Carcanet, 1998).

 

*Mariana Basílio nasceu em Bauru, interior de São Paulo, em 1989. Escritora, poeta e tradutora. Licenciada em Pedagogia em 2012, concluiu Mestrado em Educação em 2015 – ambos pela Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Dedica-se à área literária desde 2014. Traduzindo diversos autores americanos e latino-americanos, entre eles, Alejandra Pizarnik, Denise Levertov, Edna St. Vincent Millay, Emily Dickinson, May Swenson, Silvina OCampo e Williams Carlos Williams. É colaboradora de portais nacionais e internacionais, escrevendo também ensaios.
Publicou seu primeiro livro de poesia, Nepente, em 2015 (Giostri). O segundo livro de poemas, Sombras & Luzes, dedicado ao poeta português Herberto Helder, foi publicado no Brasil (Penalux, 2016) e em Portugal (prelo, 2018).
Tem publicações de seus poemas em inúmeras revistas nacionais e internacionais.
É vencedora do prêmio ProAC 32/2017 do Governo de São Paulo pelo seu terceiro livro de poesia, Tríptico Vital (prelo, 2018), dedicado à escritora e poeta paulista, Hilda Hilst.
Site para contato: http://www.marianabasilio.com.br

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s